Bolsas Gorete

 

 

Minha esposa fez esta linda bolsa pra mim. Fiquei encantado e será bem usado, decorando minha mesa.
Ela vai postar outras bolsas do mesmo tipo no blog dela. Se ficou curioso visite o www.feitoamaoporjumelo.com.

MInha experiência com o Linux Manjaro

 

Eu tenho utilizado uma distribuição linux chamado Manjaro. O pessoal interessado em ter em seus computadores um sistema alternativo que não seja Windows, geralmente optam pelo linux e em distribuições baseadas em Debian. Eu dessa vez optei pelo Manjaro que é uma distribuição baseada no Arch Linux. Até então é o sistema que tem se mantido estável com a interface gráfica Gnome 3.24.2 no meu computador.
Eu me considero um tipo de usuário comum de computadores. Não tenho o talento de entender linhas de programação e nem quero ficar me preocupando em decorar uma série de comandos para usar o terminal do linux. Apenas desejo um sistema pronto para me atender quando eu precisar dele e que seja intuitivo, personalizável e bonito. Como vocês podem ver na primeira figura acima, esta é a atual tela do meu sistema. Eu fiz as modificações que o Gnome permite e deixei de maneira que agradasse aos meus olhos. E não foi difícil a personalização, bastando que fizesse o download de alguns arquivos e os extraísse na pasta certa. Mas o Manjaro oferece opcões de se baixar e instalar tudo no lugar certo, usando linhas de comando ou o aplicativo responsável em adicionar ou remover programas.A impressão que se tem é que o sistema sempre está pronto para lhe atender e com o Gnome o trabalho fica muito intuitivo. Abaixo está um screenshot do gerenciador de arquivo que oferece uma flexibilidade muito grande na manipulação e visualização de arquivos.

É possível acessar os aplicativos de duas maneiras. A do screenshot abaixo é a maneira tradicional de acessar o programas pelo menu do Gnome e você pode ir rolando até encontrar o que você precisa ou simplesmente digitar o nome do programa no campo de pesquisa.
O Pacman é o aplicativo que gerencia pacotes e com ele é possível fazer instalações e desinstalações de programas. Se o programa que você procura não estiver nos repositórios oficiais do Manjaro, existe a opção de fazer uma busca nos repositório AUR ( Arch User Repository ), mantidos pela comunidade Arch Linux. E existe também as atualizações para manter o sistema estável, adaptado a novos dispositivos, versões de programas ou mesmo fazendo correções necessárias.

 

Abaixo um screenshot do que acontece quando a tecla com o simbolo do Windows é acionada. Na tela aparece em conjunto todas as janelas ativas e com as áreas de trabalho do lado esquerdo. É possível trabalhar com múltiplas áreas de trabalho. Assim você pode organizar os programas por funções em cada área de trabalho. Por exemplo, deixar em uma apenas os programas que editam texto em outra os que são do tipo multimidia.

Na maior do tempo mantenho o Manjaro como sistema carregado no meu computador. Mas isto não significa que deixarei de usar o Windows 10. Mas tenho que admitir que prefiro usar o Manjaro, pois ele não apresenta as lentidões ou atualizações surpresas e obrigatórias dessa versão do Windows. Não uso uma configuração de hardware antiga. E o Linux Manjaro, como disse antes, sempre está pronto para me servir. E gosto muito da maneira que o Gnome gerencia o sistema: intuitivo, minimalista e muito personalizável.

Uma coisa chata é que não encontrei nenhuma receita que solucionasse o problema de suspensão que tenho com o Manjaro e até mesmo em outras distribuições Linux. Quando suspendo a máquina ela não retorna. Raramente consegui uma suspensão com um retorno normal. Esse tipo de problema não tenho com o Windows.

É possível encontrar várias análises e tutoriais sobre o sistema no YouTube, caso você tenha interesse de ver o sistema funcionando ou até mesmo queira aprender como instalar ele na sua máquina.

Parabéns a toda comunidade do software livre pelo tempo dedicado ao Linux e a tudo que o envolve. Eu sou um dos beneficiados pelo trabalho de vocês.