Dancem mãmães, dancem.

Postado originalmente em: http://arjuna-vallabha.tumblr.com/post/169273035937

Contos Alucinantes – A Heresia Gentilesca

Estudando a história da cidade de Silascaba.

No séc. XVI foi formada uma sociedade secreta nesta cidade, onde os seus respectivos confrades eram conhecidos por fazerem gestos de gentileza e por terem boa fala. Estes mesmos homens e mulheres foram perseguidos e mortos por suas práticas heréticas.  Mas dizem que alguns sobreviveram e continuam disfarçados em Silascaba.

Um dia desses, uma herege me atendeu num formato de uma jovem tímida e com um sorriso tão gentil que se desmacarou totalmente diante de mim sua heresia. Ruboresci.
Meses mais tarde, encontrei um bilhete perfumado com mistérios de carinho e caligrafia de soneto que dizia: “muito obrigada.”

O cheiro do perfume de flores eu reconheci e o sorriso na caligrafia também.

Deus Reconhecerá os Seus: A História Secreta dos Cátaros – Maria Nazareth Alvim de Barros

 

Eu tenho um interesse aguçado sobre as doutrinas fora da ortodoxia cristã. Uma em especial, o catarismo, tem sido motivo de minhas leituras atualmente.

Eu comprei o livro “Deus Reconhecerá os Seus: A História Secreta dos Cátaros” da autora Maria Nazareth Alvim de Barros que faz um relato histórico e muito sério sobre esta doutrina considerada herética.

A narrativa é densa e em algumas passagens pode se tornar cansativa. Mas está cheia de informações sobre os dissidentes e o drama de seu desaparecimento violento pela Igreja Católica da época. Particularmente, eu considerei o livro um pouco triste, pois você vai percebendo que os cátaros tinham uma doutrina de muita tolerância e de sinceras intenções espirituais. Uma doutrina que tinha em si alguns aspectos do cristianismo primitivo e que poderia elucidar muitas dúvidas sobre a própria pessoa de Jesus.

Meu pensamento quanto a eles está longe de considerações sobre se estavam certos ou errados, quanto sua prática teológica. Mas sim numa alternativa de viver o cristianismo. Mesmo com todas as ameaças para quem aderisse, inclusive ameaça de morte, esta doutrina conseguia cativar milhares de pessoas.

O cenário do livro acontece no século XII, sul da França, nos territórios conhecidos como Midi e Occitânia.  A atual Catalunha também abrigou muitos cátaros. Interessante também notar que estas mesmas regiões tinham uma riqueza econômica e diversidade cultural muito grande.

Eu comprei o meu exemplar em um sebo. Não sei se você vai encontrar em alguma livraria por aí. Foi um pouco caro, mas uma ótima aquisição para consultas futuras. A autora prestou um grande serviço para os leitores de língua portuguesa.