Sobre conhecer pessoas e líderes

Quer conhecer o homem? Dê poder a ele!

A frase em destaque acima, vi em um muro, artisticamente desenhado por um grafiteiro. Uma frase muito simples, mas muito verdadeira.

Nada melhor do que você conhecer uma pessoa do que assisti-la em um momento de crise. Eu particularmente não posso deixar de aceitar certas condições para reconhecer a liderança de qualquer pessoa, da qual sou colocado sob algum tipo de subordinação. Certamente, nos vemos em várias situações, comumente a de relações de trabalho, onde não temos outra opção do que aceitar aquela liderança. Mas nada melhor do que termos aquele líder que é reconhecido não pelo medo que ele causa, nem tão pouco pelos mandos e desmandos que ele se acha no direito de fazer. Mas aquele líder que conhece os integrantes de sua equipe, trata-os cordialmente, tem um grande senso de empatia e consegue usar o talento de cada um para o sucesso do empreendimento em conjunto.

Se eu fosse o dono de uma empresa e tivesse que confiar os meus negócios a um empregado, começaria com o que diz a frase acima. Daria um pouco de poder a ele, apenas por teste, e assistiria a relação dele com outros funcionários. Quem ler este texto, já deve ter tido alguma experiência de algum líder que vai além de suas responsabilidades unicamente trabalhistas e se intromete na vida intima dos seus funcionários. Ele não mais vê seus funcionários como parceiros e trata-os como servos/subservientes. Um bom líder se reúne com seus parceiros/subordinados em uma “mesa redonda”.

Outro ponto importante. Preciso que minha empresa se mantenha coesa e os funcionários articulados uns com outros. Nada mais importante em um momento de crise, assistir  aquele a quem designei um cargo de chefia, seu comportamento. Certamente, gostaria de um negociador do que um “demitidor” inflexível. Se eu acredito no valor dos meus empregados e eles já tem um conhecimento de como funciona a minha empresa, não gostaria de vê-los trabalhando para um concorrente. Bons líderes são como bombeiros, não aumentam os incêndios, apagam-o. Não expande os desentendimentos, mas procura sempre reconciliar os membros da equipe para manter a solidez da empresa.

Quer conhecer o homem? Dê poder a ele!